Eduardo Nauiack, um brasileiro que foi para Itália estudar e fez o mundo falar da sua mota.

O amor é cego. Eduardo Naujack sabe em primeira quão verdadeiro é este clichê. O projeto da sua Moto Guzzi 1100 1995 Sport testou a sua paciência, o seu orçamento, morreu e morreu de novo, mas ele nunca perdeu a fé. Ele reconstruiu a mota através de planeamento, paciência e cuidado, apesar dos maus momentos que só lhe aumentaram a paixão.

“Faz dois anos e meio desde que deixei o Brasil, onde eu nasci. Saí de casa para fazer um Bacharelato em Desenho Industrial no Politécnico de Torino, em Itália antes de ir para o meu mestrado em Belas Artes no Colégio de Artes da Califórnia. Vendi o meu apartamento, deixei os meus amigos e familiares e saltei em direção a realizar o meu sonho.

Tinha essa Moto Guzzi desde o dia de Ação de Graças de 2014. Fui buscá-la numa manhã de novembro com a minha namorada, agora esposa, que tinha dormido apenas 2 horas após um turno de 13 horas para me levar a Bay Bridge para comprar esta Guzzi. Eu estava apaixonado … “.

“Quando recebi a mota estava basicamente de origem, para além de não ter a carenagem frontal. A mota pegava mal e não aguentava o relantim. Eu vinha de uma Yamaha XV750 Virago de 1982, então para mim foi divertido ver as diferenças  entre elas. Durante o primeiro par de meses, eu tinha mais do que um problema por dia para corrigir. As pequenas alterações feitas pelo proprietário anterior foram desencadeando uma tempestade caótica na parte elétrica, fazendo com que os fusíveis de queimassem aleatoriamente, a bateria para descarregasse durante a noite, a lâmpada do farol queimasse entre outros. Fui lidando com os problemas durante cerca de 3 meses, enquanto juntava dinheiro suficiente para comprar um Motogadget M- Unit. No fim de semana que o recebi, tranquei-me na garagem com a mota, e fiz uma nova instalação elétrica. Isso não resolve tudo, mas certamente ajudou-me a começar a ganhar a batalha. ”

(artigo em edição…)

Fonte: http://www.returnofthecaferacers.com/2016/01/guzzi-1100-sport-cafe-racer.html

Deixe uma resposta