O termo Café Racer teve origem nos anos 60 em Inglaterra. Pensa-se que se deve às corridas que eram feitas a partir de um dos cafés mais famosos de Londres “Ace Café”.

Segundo a lenda, os motociclistas punham a tocar um disco no café, iniciavam a corrida onde atingiam velocidades de 160km/h e tinham que chegar antes da música terminar.

Nessa época, eram poucas as motas que atingiam 160km/h e as que o faziam eram muito caras. Para o cidadão comum, a alternativa para conseguir essa performance era adaptar as motas com “peças de corrida” e reduzir o peso tirando todas as peças desnecessárias. À medida que iam fazendo estas alterações as motas iam ganhando o aspecto Café Racer.

Para muitos motociclistas, era suficiente ter uma mota com a aparência de uma Café Racer, mas à medida que o mercado de peças foi crescendo, em meados dos anos 60, a lista de peças a alterar nas motas foi aumentando.

Estas alterações estavam em linha com as motas de corrida: desde o selim, depósitos em fibra de vidro com formato para aconchegar os joelhos, assim como, várias peças em alumínio foram ficando disponíveis.

Para dar uma aparência mais de corrida, também usavam uma pequena “carenagem de guiador”  (como visto nos corredores Manx Norton). Carenagens completas eram evitadas porque iriam esconder todos os cromados, detalhes de motor, escapes, etc…

Carinhosamente chamado de Tri-ton, este híbrido estabelecer novos padrões. Ao combinar o melhor dos motores britânicos e os melhores chassis, uma lenda urbana foi criado.

Apesar de usarem diferentes amortecedores traseiros para darem estabilidade às motas, o passo mais relevante foi quando apareceu uma Café Racer com um quadro Featherbed Norton com um motor de uma Triumph Bonneville. Ao combinar o melhor quadro com o melhor motor britânicos, criou-se assim uma lenda que era chamada de Tri-ton.

Os fabricantes foram de certa forma obrigados a acompanhar estas evoluções feitas pelos motociclistas, melhorando também as suas motas.

Aqui fica um exemplar original da Triton (fonte)

Nota: nunca é demais lembrar, que este site é uma aprendizagem para mim e que escrevo os textos à medida que vou pesquisando. Todos os comentários e correcções são muito bem-vindos.

Deixar uma resposta